Vidas Sofridas

By:

Novembro 2012

Infâncias que se perderam. Dias que passam sempre iguais.
Almas vencidas por sonhos deixados nas esquinas da vida.

Rostos cobertos de rugas. Sinais dos tempos e do negrume das vidas cheias de solidão.

Mágoas acariciadas por vinhos rubros de abandono em Invernos
frios de águas que lavam as últimas manchas de pecado, de
conversas à beira do rio. Rotinas de pregões que ecoam no ar,
vivências que não se concretizaram e de emoções que nunca se
sentiram.

Rugas de sabedoria, repletas de Vidas Sofridas...

 Luís Reina

Faça parte da família GH